+15 mil veículos disponíveis em leilão

+15 mil veículos disponíveis em leilão. Se você está querendo comprar um veículo em leilão, esse é o artigo que estava procurando e que pode te ajudar muito. Esse será um dos maiores leilões de veículos do Brasil.

+15 mil veículos disponíveis em leilão

Quem teve o carro ou motocicletas apreendidos por falta de documentação ou por outras irregularidades contidas no Código Brasileiro de Trânsito, tem que correr contra o tempo,  pois até o final do mês o Departamento de Trânsito da Bahia (Detran) pretende fazer um leilão dos mais de 15 mil veículos apreendidos em todo o Estado, e cujos proprietários ainda não foram resgatá-los.

A grande maioria dos veículos se encontra no pátio do Detran, em Salvador, no bairro de Mussurunga, em Itabuna e Feira de Santana, além de 34 Ciretrans (departamentos regionalizados do Detran) no interior do Estado. Dos mais de 15 mil autos de apreensão do veículo, feitos entre o final do ano passado e nos três primeiros meses deste ano, a maioria (2.154) são de veículos licenciados em Salvador, seguido de Feira de Santana  e Vitória da Conquista.

Pelo Código Brasileiro de Trânsito, em vigor desde 1989, trafegar sem o licenciamento e registro do veículo são infrações em que o veículo pode ser apreendido não só pelo Detran, mas pelas polícias rodoviárias federal e estadual e os órgãos municipais de trânsito. Além do pagamento de multa e pontuação negativa na Carteira de Habilitação, a retirada do veículo só pode ser feita pelo proprietário, ou mediante procuração reconhecida em cartório.

E essa situação tem sido um transtorno para motoristas que compraram um veículo e não fizeram a transferência para seu nome e têm dificuldade de localizar o antigo proprietário. “É um recurso que não pode ser terceirizado, a não ser que o proprietário autorize em documento reconhecido em cartório, que outra pessoa possa fazer a retirada do veículo. Sem, isso ele vai a leilão no prazo de três meses”, adverte o major Luíde Souza, Assessor Técnico do Detran na Bahia.

Rigor

Ter o carro ou moto apreendido (rebocado) é o pavor de todo motorista que trafegam nas ruas da cidade com algum tipo de irregularidade na documentação do veículo.  Contudo, além de estarem enquadrados nos artigos do Código Brasileiro de trânsito que trata do assunto especificamente, é preciso que o auto de infração seja lavrado no local e uma cópia seja entregue ao condutor ou dono do veículo.

Boa parte dos motoristas que trafegam em Salvador tem sido surpreendido por blitze do Detran, onde a principal causa de retenção do veículo é a documentação irregular. Conforme explicou o major Luíde, na apreensão é feito um termo onde deve constar as razões desse tipo de penalidade e o estado em que se encontra o veículo, para evitar qualquer reclamação de possíveis danos posteriores.

Uma cópia desse documento é entregue ao motorista , que tem 60 dias para providenciar a regularização da documentação ou pagar as multas previstas em lei. Após esse prazo e não havendo a regularização, o proprietário do veículo é notificado de que o carro será levado a leilão. “Até a data do leilão ele ainda pode ter chance de regularizar a situação”, diz o major.

No ano passado o Detran realizou 17 leilões de veículos em Salvador e no interior do estado. Os dois últimos foram feitos em 17 e 18 de dezembro em Salvador e na cidade de Itabuna, com veículos que foram apreendidos em blitze e outros que com o passar do tempo foram transformados em sucatas.

+15 mil veículos disponíveis em leilão
3.75 (75%) 4 votes
1 comentário

Deixe uma resposta